Projeto lança grupo de apoio a tutores de animais no DF e inicia atividades com palestra sobre luto

Projeto lança grupo de apoio a tutores de animais no DF e inicia atividades com palestra sobre luto

Publicado em 1 de agosto de 2017

A conexão emocional dos brasileiros com seus animais de estimação é intensa. Os pets representam uma parte essencial da sociedade e fornecem um apoio valioso em facilitar a interação humana e os contatos sociais, além de proporcionar companhia. De acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS 2013), realizada pelo IBGE, os brasileiros têm 52 milhões de cães e 22 milhões de gatos — 44,3% dos lares têm pelo menos um cão e 17,7% têm ao menos um gato.

As evidências científicas têm demonstrado os inúmeros benefícios advindos dos pets, não só para os seus donos, mas também para a sociedade como um todo. No entanto, ainda são raras no Brasil as iniciativas de apoio aos tutores de animais. Quem precisa contar com espaços desse tipo, costumam encontrar dificuldades. A boa notícia é que os tutores de animais do DF poderão contar com um grupo de apoio online e offline a partir de agosto.

A idealizadora do projeto passou por isso quando descobriu o linfoma gastrointestinal incurável de sua gata Nina. O diagnóstico veio acompanhado de um prognóstico ruim e de um tratamento exaustivo físico e emocionalmente para as duas. Quando a Nina faleceu, em junho de 2017, o pouco apoio encontrado foi em um grupo online para tutores de gatos com linfoma nos Estados Unidos e as sessões de terapia para lidar com o luto pela perda do animal querido.

Essa é a ideia do Ninar, que surgiu quando a empresária Kadydja Albuquerque teve de passar por um momento difícil como tutora. A Nina, sua gatinha de 10 anos, foi diagnosticada com linfoma alimentar e passou por meses de tratamento, vindo a óbito no início de junho. Durante todo esse tempo, Kadydja pesquisou iniciativas no Distrito Federal que reunissem tutores em situação semelhante para que pudessem compartilhar suas experiências, mas não encontrou.

“Quando a Nina faleceu, fiquei pensando como ressignificar o vazio, a saudade, e veio a ideia de formar um grupo para ajudar a outros tutores”, explica a empresária. A escolha do primeiro tema, segundo ela, deve-se ao pouco reconhecimento que a sociedade dá ao luto pelo animal de estimação. “Infelizmente, ainda é um processo muito solitário. A sociedade cobra que o tutor se recupere rapidamente, mas a perda de um animal de estimação pode doer tanto ou mais quanto a perda de um humano”, complementa.

No dia 7 de agosto, o grupo Ninar realizará sua primeira reunião mensal com uma palestra gratuita no Manifesto Coworking (Asa Norte). Com o tema “Como lidar com o luto pela morte do meu animal de estimação?”, o terapeuta Abdon Sardinha conversará com tutores de animais, que poderão também compartilhar suas experiências.

O projeto não tem fins lucrativos e tem como objetivo reunir pessoas que queiram falar sobre suas experiências, encontrar apoio, ouvir especialistas sobre temas delicados e dividir suas emoções com os outros tutores, contribuindo para o bem-estar das pessoas que passam por uma situação difícil com o seu pet e/ou vivenciam o momento de luto.

“É comum vermos um mercado proeminente de clínicas e hospitais veterinários, petshops e serviços relacionados, mas os donos de animais não encontram apoio emocional quando estão em situações críticas de cuidado dos seus pets, como o tratamento de uma doença crônica, o desaparecimento dos seus bichinhos ou ainda quando eles morrem”, explica Kadydja.

As reuniões acontecerão toda primeira segunda-feira de cada mês, no Manifesto Coworking, com entrada gratuita. A idealizadora do projeto sugere que os participantes doem ração, produtos de higiene e medicamentos veterinários. As doações arrecadadas nesta primeira reunião serão destinadas ao Projeto de Adoção São Francisco (https://www.facebook.com/projetoadocaosaofrancisco/). O Ninar conta com o apoio do projeto ProAnima, da Pet Natural e do Manifesto Coworking.

As inscrições podem ser realizadas neste link: http://bit.ly/ninardf1

Comunidade online

Além das reuniões mensais, que possuem vagas limitadas, os tutores de animais do DF podem participar do grupo online que o Ninar criou no Facebook. O ambiente será um espaço para que os donos de animais possam compartilhar suas experiências, falar sobre as dificuldades durante a tutoria e encontrar apoio de outros com vivências semelhantes. Para participar, acesse este link: https://www.facebook.com/groups/gruponinardf/
SERVIÇO

O quê: Reunião do Projeto Ninar com palestra gratuita – “Como lidar com o luto pela morte do meu animal de estimação?” (terapeuta Abdon Sardinha)
Quando: 7 de agosto de 2017
Horário: 19h30
Onde: Manifesto Coworking – CLN 206, Bloco A, Loja 03. Asa Norte. Brasília-DF
Inscrições gratuitas com sugestão de doação de ração, produtos de higiene e medicamentos veterinários para o Projeto Adoção São Francisco. Vagas limitadas.

Link para inscrição: http://bit.ly/ninardf1
Mais informações pelo Facebook (Grupo Ninar) ou pelo telefone (61) 98277-8382.

 

SOBRE –  O Ninar é um grupo de apoio a tutores de animais no DF. O projeto não tem fins lucrativos e tem como objetivo reunir pessoas que queiram falar sobre suas experiências, encontrar apoio, ouvir especialistas sobre temas delicados e dividir suas emoções com os outros tutores, contribuindo para o bem-estar das pessoas que passam por uma situação difícil com o seu pet e/ou vivenciam o momento de luto.

Redes Sociais do Ninar
Facebook (grupo): https://www.facebook.com/groups/gruponinardf/
Facebook (página): https://www.facebook.com/gruponinar/
Instagram: https://www.instagram.com/gruponinar/

 

Assessoria de Imprensa
Kadydja Albuquerque
(61) 9 8277.8382
kadydja@coletivoconversa.com.br

Bruno Aguiar
(61) 9 8195.9402
bruno@coletivoconversa.com.br

Relacionadas