Formação Itinerante de Professores de Dança chega ao Centro de Dança do DF Paulo César Lima

Formação Itinerante de Professores de Dança chega ao Centro de Dança do DF

Publicado em 25 de abril de 2018

Estão abertas até o dia 3 de maio as inscrições para a oficina gratuita “A Arte de Isadora Duncan – Formação Itinerante de Professores de Dança”, que será realizada de 8 a 11 de maio, das 15h às 19h, no Centro de Dança do Distrito Federal. Com 20 vagas voltadas a professores de dança e artistas interessados na formação de dançarinos, com no mínimo três anos de experiência, a atividade é conduzida por Fátima Suarez, dançarina e educadora em dança há quase 30 anos. A ação se desenrola em torno dos ideais e da filosofia de dança de Isadora Duncan (1877-1927), considerada a mãe da dança moderna. Interessados podem se inscrever por meio de preenchimento de formulário no site www.centrodedancadf.com.br. A seleção é curricular.

A “Formação Itinerante de Professores de Dança” acontece há 11 anos, na Bahia, e já circulou por cerca de 20 localidades, envolvendo mais de 1.500 alunos/educadores e criando uma rede de comunicação e troca de saberes. Neste ano, com patrocínio da Termonorte, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e realização do Ministério da Cultura (MinC), a iniciativa chega a outros estados. Além de Brasília (DF), passa por municípios de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, integrando a programação extensiva da 10ª edição da Jornada de Dança da Bahia e o seu Fórum de Educadores de Dança. O evento, focado no desenvolvimento da educação em dança e numa programação artística que expresse o movimento da construção de dançarinos, é promovido pela Escola Contemporânea de Dança, de Salvador (BA), da qual Fátima é diretora e fundadora.

O objetivo desta formação, interessada na natureza criativa dos indivíduos, é qualificar profissionais e professores para o ensino da dança e fomentar o exercício de uma prática docente reflexiva e criativa. São abordados temas relevantes do campo da educação e conteúdos práticos relacionados à dança, como técnica, criação coreográfica e improvisação. Uma coletânea de textos é disponibilizada, além de outras indicações bibliográficas para aprofundamento do estudo.

Inspiração desta prática, Isadora Duncan revolucionou a dança do século XX, dando-lhe um caráter mítico. Ensinar os fundamentos da sua obra é também tentar aproximar o indivíduo de si mesmo. Os participantes então realizam uma imersão nos seus próprios conceitos e encontram alternativas para o seu desenvolvimento. A dança moderna dentro dos fundamentos de Isadora cria pontes com uma perspectiva contemporânea e trechos de alguns dos seus trabalhos coreográficos são experimentados. Ao final, uma criação coletiva é apresentada ao público.

Tête-à-Tête – No último dia de aula, 11 de maio, às 19h, Fátima Suarez completa sua passagem em Brasília no Tête-à-Tête, uma espécie de entrevista coletiva com a participação de outros artistas, teóricos e pesquisadores, potencializando o contato entre agentes da cadeia da dança e públicos. Ela poderá falar de toda sua experiência artística e docente, permeadas pelas atualizações da memória de Isadora Duncan.

Estas atividades compõem a linha curatorial “Dança e Memória”, que delimita as práticas da programação do Centro de Dança até meados de junho. Como a própria experiência coreográfica pode tratar da memória da dança? Como diferentes perspectivas históricas podem ser processadas no corpo, em imagens e em textos? Como a dança – enxergada exclusivamente em sua imaterialidade efêmera – pode implicar-se diretamente na história de seu país, indo além da “história oficial” narrada nos livros ou de danças sobre temas históricos, dando movimento aos seus próprios percursos? Como a coreografia pode ser entendida como um dispositivo de documentação e registro da experiência criativa na dança?

FÁTIMA SUAREZ – Dançarina e diretora da Escola Contemporânea de Dança, a qual fundou, em Salvador (BA), em 1990. Diretora do Mantra Centro de Dança e Arte Contemporânea. Graduada em Dança pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e em Ballet Clássico na Escola de Ballet do Teatro Castro Alves. Especializou-se em Dança Moderna e Coreografia na London Contemporary Dance School e no Laban Centre of Movement, ambos na Inglaterra, e na Martha Graham Dance School e Merce Cunninghamm Dance Foundation, em Nova Iorque. Ainda em Nova Iorque, conheceu a sua mestra na técnica de Isadora Duncan, Lori Belilove, estabelecendo um intercâmbio permanente entre ela fundação e a Escola Contemporânea de Dança. É professora certificada da Isadora Duncan Foundation e diretora do Contemporânea Ensemble, grupo que, desde 2012, desenvolve um trabalho com o repertório de Isadora. É coordenadora-geral da Jornada de Dança da Bahia, realizada há 10 anos, articuladora do Fórum de Dança da Bahia e aluna especial do mestrado da Escola de Dança da UFBA.

Centro de Dança do DF – Fundado em 1993 e com histórico fundamental para a cena da dança brasiliense e brasileira, o Centro de Dança oferece espaço físico de ponta para o desenvolvimento de atividades que desdobrem e contribuam para as políticas públicas do setor. Tendo sido locus de companhias importantes como ASQ, Alaya Dança, baSiraH, Beton, Grupo Stillo, entre outras, o Centro passou a fazer parte, em 2009, dos equipamentos públicos de cultura gerenciados pela Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

O Centro de Dança do DF foi reaberto em fevereiro, após cinco anos fechado e uma ampla reforma que requalificou toda sua estrutura, com valor aproximado de R$ 3,2 milhões financiados pela Terracap (Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal). Estão renovadas as suas cinco salas de práticas corporais, sete salas de produção, gestão e reflexão teórica, além de videoteca, jardim interno, salão de estar e cozinha.

A gestão da programação do local está sendo conduzida pela Secretaria de Cultura em parceria com a Conexões Criativas, associação selecionada por meio de edital público. A colaboração é baseada na Lei Federal 13.019/2014, conhecida como Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC), está integrada ao programa “Lugar de Cultura”, de valorização e preservação do patrimônio da cidade, e alinhada à Política de Estímulo e Valorização da Dança do DF.

ASSESSORIA DE IMPRENSA – Secretaria de Cultura
(61) 3325-1068 | (61) 3325-6220
comunicacao@cultura.df.gov.br | comunicacao.secultdf@gmail.com

ASSESSORIA DE IMPRENSA – Conexões Criativas no Centro de Dança do DF
Conversa Coletivo de Comunicação Criativa
Kadydja Albuquerque
(61) 98277-8382 | kadydja@coletivoconversa.com.br

www.centrodedancadf.com.br
www.facebook.com/centrodedancadf
www.instagram.com/centrodedancadf

Relacionadas