WhatsApp é o 2º aplicativo mais utilizado como fonte de notícias no Brasil App aparece logo atrás do Facebook / Foto: squeezu.com

WhatsApp é o 2º aplicativo mais utilizado como fonte de notícias no Brasil

Publicado em 4 de julho de 2017

Dados do novo estudo Digital News Report — realizado este ano numa parceria entre o Reuters Institute e a Universidade de Oxford com 71.805 entrevistados de 36 países — apontam que 66% da população brasileira usa as redes como principal fonte de informações. Apesar da queda de 6% em relação ao ano passado, o consumo de notícias via redes sociais ainda é grande (e a preocupação dos usuários com a veracidade do que é veiculado maior).

Segundo uma pesquisa da Content Tools, 84% dos brasileiros possuem perfis no Facebook e 70% utilizam com regularidade o WhatsApp. Depois do ‘Face’, o ‘Whats’ já é o 2º maior referencial dos brasileiros para a busca de notícias no ambiente on-line. E isso é extremamente relevante para quem quer se destacar como fonte confiável de informações junto aos seus públicos de interesse.

Em todo o mundo, o Facebook continua líder e é apontado por 47% dos entrevistados como o local onde vão em busca de notícias diariamente. Com 15% da preferência dos usuários para esta finalidade aparece o WhatsApp. No Brasil, porém, este número é muito maior que a média mundial: 46% das pessoas afirmam usar o aplicativo para ler notícias.

“Todo artista tem de ir aonde o povo está”

A célebre frase de Milton Nascimento em sua canção ‘Nos Bailes da Vida’ também pode ser aplicada aqui. Se todo artista precisa ir aonde o povo está, a sua empresa precisa ir aonde os leitores estão para ser referência.

Assim, saber utilizar o WhatsApp como ferramenta para disseminar seu conteúdo não é apenas importante; é fundamental dentro das suas estratégias de comunicação digital. Mas como?

Pausa para um alerta: respeite a NETiqueta

Nunca, em nenhum espaço virtual, envie conteúdo não solicitado ou não autorizado pelas pessoas. Ninguém gosta de ser chateado com coisas pelas quais não se interessa, certo? Depois de considerar isso, é hora de pensar em produzir conteúdo adequado e interessante para seu público.

Agora sim: use as listas de transmissão com sabedoria

É possível criar listas de transmissão no WhatsAppp de forma super simples, praticamente igual à criação de um grupo. A diferença é que a lista é só sua e só você pode mandar informações para as pessoas. Não haverá replies em grupo e aquelas conversas intermináveis, muito menos memes e mensagens de bom dia, boa tarde e boa noite;

Para fazer essa lista, basta acessar o menu e clicar em criar lista de transmissão. Aí é só nomear a lista e, quando for cadastrar alguém, você escolhe de que listas o contato fará parte. Exemplo: lista X + nome da pessoa;

Cada lista de transmissão suporta até 256 contatos. Se você tiver que adicionar mais pessoas, precisará criar listas com numerações para continuar cadastrando contatos novos;

Importante: na hora de cadastrar alguém, certifique-se de que o contato esteja salvo com o código do país + DDD + Número do Telefone: : +55 19 90000-0000. A pessoa cadastrada também precisa ter o seu contato salvo. Do contrário, o WhatsApp identificará o envio como spam e bloqueará o recebimento.

Produzindo e enviando conteúdo

1. Dê prioridade a conteúdos rápidos no formato introdução + link | introdução + áudio | introdução + imagem. Esses são os formatos mais adequados e compartilháveis para o aplicativo!

2. Edite tudo fora do WhatsApp e cole nele apenas a versão final do que produziu para evitar o envio de mensagens erradas e, consequentemente, de erratas (chatas e, muitas vezes, ineficazes se o conteúdo já tiver sido espalhado por aí).

3. Prefira o WhatsApp na versão web. Além de visualizar melhor o conteúdo nele, você conseguirá manusear tudo o que precisa mais facilmente.

Quer saber mais?

Acesse a pesquisa completa Digital News Report.

Rodrigo Rocha é gestor de Comunicação e sócio do Conversa Coletivo de Comunicação Criativa.

Relacionadas