Como planejar o conteúdo de suas redes sociais (e 1 tabela para isso!) Ilustração: Viver de Blog

Como planejar o conteúdo de suas redes sociais (e 1 tabela para isso!)

Publicado em 4 de dezembro de 2017

Meu objetivo hoje é simples, mas nem por isso fácil. Quero compartilhar com você algumas estratégias importantes para ajudá-lo a fazer um bom planejamento de conteúdo para redes sociais.

A primeira delas, aliás, é esta: acredite no planejamento e coloque a sua execução como meta permanente na rotina de trabalho. Mas esteja sempre pronto para o inesperado. Vamos às dicas:

1. Defina e/ou atualize a sua persona

Para dialogar com as pessoas, seu perfil nas redes sociais precisa se posicionar com personalidade. É disso que trata a persona: quem eu sou? Como eu falo? Sou formal? Informal? Quais são os meus assuntos de interesse? Como me posiciono? Sou engraçado? Sou sério? Uso gírias? Quais são as palavras da minha preferência? Quais palavras eu não uso? As respostas para estas e outras perguntas vão nortear o seu comportamento nas redes e facilitar a compreensão dos seus seguidores e fãs.

2. Estude o seu público

Se o seu negócio já está na rede (o que é muito provável), observe regularmente o perfil do público que acompanha o que você diz. Mais homens? Mais mulheres? De que idade? Quais interesses esse público possui? Essas são realmente as pessoas com quem você quer conversar ou será preciso adaptar o conteúdo para atrair um novo segmento de público? Apesar de parecer óbvio, não custa repetir: você precisa saber com quem está falando.

3. Conheça as especifidades de cada rede

Não adianta querer direcionar as pessoas para seu site publicando um link na legenda da foto no Instagram porque os textos ali não são clicáveis. Para isso, é melhor usar o Story (recurso do Instagram, Facebook e Whatsapp que permite o compartilhamento de imagens, vídeos e links por até 24 horas). Também não está entre as melhores estratégias publicar um vídeo no YouTube e compartilhá-lo no Facebook porque a entrega ao usuário será pequena: o Face não quer que você saia dele. Assim, conhecer as características de cada rede é fundamental.

4. Diversifique os formatos

Um card, uma foto, um vídeo, um GIF… variar o formato do seu post e testar o resultado deles é importante para entender como o seu público prefere receber informação. Também é importante compreender a entrega de cada formato em cada rede. O Facebook não revela publicamente o funcionamento de seus algoritmos, mas com um olhar atento você identifica, por exemplo, que os links externos têm menos alcance do que o conteúdo postado dentro da rede.

5. O que preciso dizer X o que atrai likes e cliques

Um dos dilemas de quem produz conteúdo para rede sociais é tornar atraente para o usuário aquilo que a empresa quer dizer, mas que, em algumas situações, não é necessariamente algo tão interessante para o persona do negócio na rede. Num momento como esse, é importante avaliar: é melhor seguir a linha de discurso já criada? Vale romper completamente com essa linguagem e criar algo inusitado? São avaliações subjetivas e essenciais. Um lembrete: o sucesso de uma postagem com essas características deve ser mensurado de acordo com seus objetivos do seu negócio na rede e do post especificamente. Não há uma fórmula geral de sucesso que sirva para todo mundo ou para a sua rede sempre.

6. Prepare-se para impulsionar posts

Produzir conteúdo com potencial de compartilhamento (vídeo > vídeo curto > vídeo curto engraçado > vídeo curto engraçado com meme da Gretchen…) é uma das maneiras de aumentar o alcance de suas redes, mas saiba: não existe rede social gratuita. Cada vez mais redes como o Facebook e o Instagram restringem o alcance dos posts para forçar o usuário a investir em divulgação. Já está em teste, por exemplo, a separação entre posts de amigos pessoais e páginas de empresas no Facebook. Será como se você tivesse 2 timelines: uma para amigos e outra para empresas.

7. Como organizar os conteúdos?

Para que você comece a planejar seus conteúdos, quero deixar aqui um exemplo de tabela bem eficiente para ajudá-lo a organizar as ideias, controlar os horários, redes, tipos de post, etc. O modelo prevê dois posts diários, mas fique à vontade para adaptá-lo à sua realidade.

Baixe aqui a tabela e comece agora a planejar seus posts!

 

Rodrigo Rocha
Especialista em Cibercultura e Gestão da Comunicação nas Organizações, e sócio do Conversa Coletivo de Comunicação Criativa

Relacionadas