O poder do e-commerce: 93% dos brasileiros conectados já compraram online

O poder do e-commerce: 93% dos brasileiros conectados já compraram online

Bruno Aguiar

Bruno Aguiar Publicado em 1 de agosto de 2017

Dentro do mercado online, 93% dos brasileiros conectados já realizaram compras pela internet. É o que mostra a pesquisa inédita Consumidor Digital 2017, da Conversion. O estudo, que contou com a participação de consumidores digitais de todos os estados do Brasil e Distrito Federal, aponta tendências estratégicas ao e-commerce brasileiro. Se sua empresa tem e-commerce ou a capacidade de ter um, esses números são para você!

Outro dado inédito revela que as classes C, D e E representam 73% dos consumidores digitais, sendo que a classe C  aparece com a maior fatia: 35%. Os indicadores mostram que as compras online estão cada vez mais presentes no cotidiano dos brasileiros, que têm mostrado mais maturidade digital nos últimos anos. Entre as regiões mapeadas, o Sudeste mantém a liderança no segmento de e-commerce, computando 51% das compras realizadas no país.

Quando o assunto é segurança digital, a pesquisa mostra que o brasileiro está mais confiante com as compras pela internet: 78% dos consumidores consideram seguro comprar online, sendo que 30,13% destes se sentem totalmente seguros. Para assegurar proteção no meio digital, 70% dos consumidores recorrem aos selos de segurança. Outras fontes de recomendação que se destacam são as avaliações dos usuários (66%) e endereço físico da loja online (54%).

Outros dados também identificam características importantes do consumidor digital. Segundo o levantamento, 84% dos consumidores comprariam mais se o frete fosse sempre grátis. Além disso, o cupom de desconto é considerado a melhor forma de fidelizar um cliente (77%). Pensando no comportamento de busca, na hora de iniciar a pesquisa por um produto que se deseja comprar, 78% dos consumidores pesquisam no Google.

As mulheres são maioria entre consumidores digitais, representando 52%, contra 48% dos homens. Estes 4% parece pouco, mas dentro do universo de 93% dos brasileiros conectados que já realizaram compras pela internet e dos 28% que compraram sete vezes ou mais no período de seis meses, pode ser muito relevante.

Os dados inéditos reforçam o entusiasmo da economia brasileira com o e-commerce, já que o segmento se apresenta na contramão da crise instalada em outros setores produtivos.

 

 

Confira outros destaques da pesquisa:

  •             68% dos consumidores têm entre 25 e 49 anos, onde 33,4% têm entre 35 e 49 anos e 34,2% têm entre 25 e 34 anos;
  •             As classes C, D e E representam 73% dos consumidores
  •             34% das pessoas têm gasto de R$ 151 a R$ 300 em cada compra realizada pela internet;
  •             16% das pessoas costumam fazer pedidos acima de R$ 600 no e-commerce;
  •             Para 91%, o preço no e-commerce é melhor que nas lojas físicas;
  •             54% dos consumidores digitais têm ensino superior, e 42% o ensino médio completo;
  •             28% dos consumidores fazem, em média, mais de uma compra na internet por mês;
  •             52,66% fizeram, no mínimo, quatro compras nos últimos seis meses;
  •             44,44% da classe A fizeram, no mínimo, sete compras online nos últimos seis meses;
  •             41,76% de consumidores com pós-graduação fizeram, no mínimo, sete compras online nos últimos seis meses;
  •             28% das pessoas compram por celular ou tablet regularmente;
  •             Cartão de crédito parcelado é preferido por 63% dos brasileiros;
  •             Para 70%, Reclame AQUI e Google são as principais fontes para medir reputação de um e-commerce;
  •             80% dos consumidores digitais valorizam boas fotos e ficha técnica em uma página de produto;
  •             64% dos consumidores declararam que consideram os depoimentos na página do produto como fator de influência na decisão de compra.

Vendas a partir das redes sociais:

  •             Facebook é a rede social mais acessada pelos consumidores digitais: Facebook (97%); Instagram (70%); Twitter (52%); LinkedIn (48%); Pinterest (42%) e Snapchat (36%);
  •             71% dos consumidores acessam o Facebook diariamente, e apenas 3% nunca acessam;
  •             Mulheres acessam o Facebook 14% mais que os homens;
  •             Instagram, a segunda mais acessada, tem alta adesão dos jovens entre 18 e 24 anos (51,97%) e pós-graduados (42,86%);
  •             O Twitter tem destaque entre pós-graduados (acessam 58% acima da média) e no Norte do Brasil (55% acima da média);
  •             O Snapchat tem maior adesão entre jovens (93% tem até 24 anos) e classe alta (59% de classe A).

Bruno Aguiar é gestor de Comunicação, pesquisador em Markerting Digital e sócio do Conversa Coletivo de Comunicação Criativa

 

Relacionadas