8 erros comuns na Comunicação Empresarial

8 erros comuns na Comunicação Empresarial

Bruno Aguiar

Bruno Aguiar Publicado em 13 de setembro de 2017

Em mais de 10 anos de experiência trabalhando com comunicação nas organizações, não é difícil perceber que determinados erros são cometidos com alguma frequência por empreendedores e empresários. Por isso, no artigo desta semana decidi listar os mais comuns – e mais graves – para que você reflita: isso está acontecendo no meu negócio? Como posso melhorar minhas práticas em comunicação?

1 – Deixar a comunicação com o “sobrinho”

Qualquer um pode tentar fazer um transplante de coração, mas não é qualquer um que saberá como fazer funcionar. É preciso um especialista para isso. Com comunicação não é diferente. O seu amigo, sobrinho ou cunhado pode te auxiliar em processos de comunicação, mas, se não for um especialista na área, dificilmente alcançará os resultados que você precisa. Se você precisa de um site, por exemplo, é necessário um designer criando o layout, um programador à frente da programação, jornalistas produzindo o conteúdo e fotógrafos profissionais registrando as imagens, pelo menos. Um time desses pode garantir a entrega de um material estrategicamente pensado para obter os melhores resultados.

2 – Não alinhar a estratégia ao público

Se o seu público é jovem, feminino e antenado, a sua comunicação precisa ser pensada estrategicamente para atingi-lo. Você pode fazer uma campanha digital, ativar influenciadores nas redes sociais, criar um aplicativo e outras estratégias. Mas se você não sabe que tipo de comunicação seu público consome, ou mesmo não o conhece, provavelmente sua comunicação não é eficiente. Escrevemos recentemente sobre como construir a buyer persona do seu negócio. Confira aqui

3 – Esquecer o público interno

Funcionários, fornecedores e parceiros também são públicos importantes. Muitas vezes até mais importantes do que o público externo. Ter estratégias pensadas para eles é essencial e deixar isso de lado pode ter um custo muito atual. Falei um pouco sobre o assunto em um artigo recente. Leia aqui

4 – Ignorar as redes sociais…

Empresários e empreendedores mais tradicionais têm costume de ignorar a relevância das redes sociais para os seus negócios. Muitos, inclusive, preferem ficar de fora. Mas aqui vai uma notícia: sua empresa está nas redes sociais mesmo que você ache que não. As pessoas compartilham experiências e opiniões. Se você fica de fora, só abre mão de tentar gerenciar o que as pessoas estão falando sobre você. Kadydja Albuquerque, sócia do Conversa, falou sobre o assunto aqui

5 – … e novas tecnologias

O e-mail ainda é uma ótima ferramenta de comunicação corporativa, mas novas plataformas, principalmente de produtividade, surgiram e podem tornar o trabalho mais ágil, organizado e eficiente. São ferramentas que unem diversos recursos no mesmo espaço. Confira alguns deles em artigo que escrevi. Clique aqui

6 – Não respeitar as estratégias planejadas…

Planejar a comunicação é algo essencial para garantir a sua eficiência. Já estamos convencidos disso, correto? Assim, uma vez planejada, as estratégias devem ser concluídas e as etapas respeitadas. Isso não quer dizer que as ações não possam ser revistas no meio do caminho. Revisão, inclusive, é uma etapa que deve ser prevista em um planejamento de comunicação. O que não pode acontecer é, uma vez feito, o planejamento ser colocado em uma gaveta e esquecido. O planejamento funciona como um mapa. Ele mostra para onde a organização pretende chegar e o caminho perseguido. Deixe-o bem visível e lembre de revisitá-lo periodicamente. Entenda mais sobre o assunto neste artigo que escrevemos recentemente. 

7 – … inclusive em gerenciamento de crise

Ninguém quer passar por uma crise de imagem, mas uma vez que ela acontece, as estratégias planejadas devem ser executadas. Você conta com profissionais da área para executar todas etapas da melhor maneira possível. Não deixe que a ansiedade tome conta e resulte em decisões precipitadas. Evite que a crise se alastre ou gere novas a partir de ações realizadas sem planejamento. Escrevi um artigo sobre isso e você pode conferi-lo aqui

8 – Achar que investimento em comunicação é desnecessário

Investir em comunicação é investir na imagem do seu negócio e sua sustentabilidade. Ver como um gasto desnecessário só torna o processo mais difícil e moroso. É possível que você não consiga investir imediatamente em todas as frentes de comunicação necessárias, mas não fazer nada é a pior decisão a ser tomada. Planeje, divida os investimentos por etapas e avalie os resultados. Com o tempo você terá mais clareza de onde devem estar seus maiores esforços e do que se mostra mais eficiente para a sua organização.

Bruno Aguiar é gestor de Comunicação e sócio do Conversa Coletivo de Comunicação Criativa

Relacionadas