7 estratégias digitais que fizeram o BBB 18 ser recorde de audiência

7 estratégias digitais que fizeram o BBB 18 ser recorde de audiência

Bruno Aguiar

Bruno Aguiar Publicado em 26 de Abril de 2018

Após uma baixa na audiência, a décima oitava edição do Big Brother Brasil foi a mais vista dos últimos oito anos. Uma reviravolta muito positiva que passa por vários fatores como a escolha do elenco, mudanças na dinâmica do jogo, mais provas de resistência e outros pontos de destaque. Mas não adiantaria muito o esforço dessas mudanças se não tivessem vindo com grandes investimentos em estratégias digitais.

Foram elas que trouxeram o reality para mais perto do seu público consumidor. E dão dicas valiosas para empresas pensarem as suas estratégias e ações no campo digital.

Separei sete destaques dentre as ações realizadas que podem inspirar a sua organização a ser um sucesso, como foi o BBB 18.

1 – Votação exclusivamente online

Uma mudança importante no BBB foi concentrar a votação o principal momento do programa no ambiente digital. Nesta edição, você só poderia escolher quem eliminar e, ao final, escolher quem ganharia através do site do BBB, hospedado no Gshow.

A estratégia reconhece a importância do internauta na hora de decidir os rumos da atração e agradou bastante. Além disso, concentra esforços no mesmo lugar, uma vez que havia a votação por telefone já não era tão expressiva há alguns anos.

Nas organizações, a estratégia pode inspirar uma avaliação dos seus canais de contatos com os públicos-alvo. Todos são eficientes? Ou talvez seja o caso de escolher um canal como principal e concentrar esforços e recursos nele? Fica a reflexão.

2 – Hashtags

Hashtag é a forma mais eficiente de agrupar pessoas com interesses semelhantes. E o BBB percebeu isso. Era bem comum ver, durante a exibição do programa, mais de uma hashtag entre os principais assuntos comentados nas redes sociais. As mais usadas foram #BBB, #BBB18 e #RedeBBB.

O Big Brother Brasil tem força o suficiente para sustentar mais de uma hashtag entre as mais comentadas no momento e souberam explorar isso bem. Nas organizações, dificilmente isso acontece. Então, o ideal é concentrar esforços em uma hashtag apenas. E mais: ela precisa ser curta, objetiva e de fácil leitura.

3 – Lives

Um grande desafio do BBB é fazer com que a atração não acabe quando acaba um episódio. O Pay Per View (transmissão 24 horas) do programa é uma ótima estratégia, mas tem custos e apenas uma parcela pequena do público adere. Assim, a estratégia adotada para alcançar uma massa maior de pessoas foi fazer transmissões ao vivo nas redes sociais. Os Lives.

Todos os dia à tarde era possível acompanhar um programa criado especialmente para as redes sociais em que diversas pessoas convidadas comentavam sobre o programa. Muitas vezes antecipando o que seria transmitido apenas à noite na TV Globo.

Também foi comum esses Lives minutos antes dos programas começarem. O “Esquenta BBB” aguçava a ansiedade do público para o episódio que começaria logo mais.

Em empresas, a estratégia também pode funcionar como forma de fazer o seu assunto render mais do que o planejamento original. Esmiuçando o tema e disponibilizando um conteúdo mais aprofundado do seu negócio ou ação.

4 – Influenciadores

Nesses Lives era muito comum a presença de influenciadores digitais. Pessoas com grande poder de engajamento nas redes sociais. Inclusive, muitos desses influenciadores eram ex-participantes do programa e que traziam consigo uma verdadeira legião de fãs.

Também foi possível ver grandes perfis nas redes sociais engajados a falar sobre o BBB. É possível que muitos deles tenham sido contratados para essa finalidade. O que é uma estratégia bastante comum e positiva. Mas que não é tratada abertamente para que a espontaneidade não se perca.

No mundo corporativo não é diferente. Muitos influenciadores podem ajudar a alavancar seu negócios e ações. Quer saber se você deve investir em influenciadores digitais? Escrevi um artigo sobre o assunto. Confira aqui

5 – Conteúdo exclusivo

Após o final de cada eliminação, o brother eliminado ia diretamente para a página do BBB no Gshow conversar com os fãs do programa. Isso criou inúmeros conteúdos exclusivos que só poderiam ser acessados pelo ambiente digital, aumentando o engajamento online do assunto, alcance do site, melhorando o ranqueamento nos sites de buscas como o Google e outra infinidade de benefícios.

Além disso, o site do BBB era atualizado o dia inteiro com pequenas notas sobre o que estava acontecendo naquele momento na casa.

Quando queremos alavancar um negócio ou ação é muito importante pensar nisso. O que encontramos no site e nas redes da sua empresa é exclusivo ou podemos consumir em outros canais?

6 – Parceria BBB & Twitter

O Twitter é o maior e mais eficiente termômetro do principais assuntos comentados na cidade, na região, no país e no mundo. Não à toa o BBB fez uma parceria com o microblog e criou centenas – talvez milhares – de Moments (agrupamento de notícias e tweets sobre um determinado assunto) durante a exibição do programa.

Assim, ficou muito mais fácil o usuário compartilhar e comentar sobre um assunto relacionado. Estava tudo ali explicado. A um clique do entendimento. Sem falar que o potencial viral disso é gigantesco.

Durante o programa, foram registrados globalmente mais de 55 milhões de tweets sobre o assunto – um crescimento de 31% em relação à edição 2017 do BBB. Só a final do reality show resultou em 2,3 milhões de Tweets no mundo. Isso que é parceria!

Com quem a sua organização pode se associar para aumentar a visibilidade e ampliar os resultados?

Um exemplo bem sucedido de empresa que sabe fazer parcerias valiosas é a cantora Anitta. Falei sobre o assunto neste artigo

7 – Interação direta

Para finalizar, uma estratégia que ajudou muito o BBB 18 ser sucesso de audiência foi trazer o telespectador para dentro do programa. O que já era feito antes, mas não de forma tão ampliada e intensa.

Na edição 18 do reality, qualquer pessoa poderia gravar um vídeo pelo celular falando sobre o programa e esse material era aproveitado de diversas formas. No programa ao vivo, nas redes sociais, dentro do aplicativo Globo Play e outros canais.

Quando alguém está envolvido diretamente com algum tema, marca ou ação, esse alguém quer ser ouvido. Quer comentar, reclamar, elogiar, sugerir… Os seus canais de interação com o seus públicos-alvo são eficientes? Se sim, o que faz com o feedback que recebe? A saúde do relacionamento com o seu público depende da sua resposta.

Existem outras inúmeras estratégias, digitais ou não, que poderiam ser listadas aqui. E para saber quais as que melhores se encaixam no seu negócio ou ação, é preciso contar com o apoio de profissionais de Comunicação.

Nós, do Conversa, estamos à disposição para falar com você sobre esse assunto e outros. Nos mande um e-mail, nos ligue ou venha tomar um café conosco. Será um prazer identificar com você as melhores estratégias para fazer da sua organização um sucesso como o BBB18!

Bruno Aguiar é sócio do Conversa Coletivo de Comunicação Criativa e pesquisador em Comunicação Digital

Relacionadas